top of page
  • Foto do escritorLAFRONT

Oficina de Agroecologia termina com visita a Horta Orgânica Schenkel


SMED/Toledo


A semana começou animada para os alunos dos 4° anos da Escola Municipal Engenheiro Waldyr Luiz Becker. Nesta segunda-feira (11) eles realizaram uma visita técnica na “Horta orgânica Schenkel”, uma propriedade de produtos orgânicos em Toledo. A atividade faz parte da finalização da oficina de Agroecologia ofertada para eles como parte do projeto piloto de Introdução à Agroecologia, realizado pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) por meio de um convênio celebrado com o Município de Toledo, por meio da Secretaria Municipal da Educação (Smed).


Aproximadamente 120 estudantes dos 4º anos A, B, C e D participaram das oficinas, organizadas em encontros semanais no mês de agosto. A Unioeste foi a responsável pela elaboração e aplicação das atividades, por meio da professora Vanessa Layter, estudante do último ano de Ciências Sociais na instituição. A Smed garantiu a infraestrutura da Escola Waldyr Luiz Becker para aplicação das mesmas. As instituições trabalharam em conjunto para planejar a agenda e o desenvolvimento do projeto na escola, assim como as próximas escolas onde a disciplina deverá ser aplicada.

A secretária da Educação, Marli Gonçalves Costa, reforçou a grandiosidade da parceria estabelecida "A educação é uma das principais ferramentas para transformar o mundo e a introdução da agroecologia nas escolas é um grande passo nessa direção. Estamos empenhados em garantir a infraestrutura necessária para a realização do projeto e temos certeza de que nossos alunos serão beneficiados com essa iniciativa”, afirmou.

“O melhor momento para aprender sobre agroecologia é na infância, é o momento onde eles estão descobrindo a alimentação, descobrindo sua relação com natureza, e ela deve ser positiva, já que o ser humano é conectado com o meio-ambiente, ele faz parte dela”, pondera Eric Cardin, professor da Unioeste.

O coordenador de História da Smed, Leandro Crestani, explica que os resultados obtidos nesse projeto piloto serão avaliados e uma proposta de expansão para os alunos das outras escolas deverá ser apresentado com o intuito de garantir o desenvolvimento da concepção das crianças sobre a preservação do meio-ambiente, além de aumentar a relação delas com a natureza, a fim de construir uma relação diferente entre os estudantes e a natureza. “Essa parceria faz parte do Programa de Educação Ambiental (PEA), em busca de promover para a educação do município de Toledo a disciplina de Introdução à Agroecologia para os primeiros quatro anos do ensino fundamental”, salienta.

O objetivo das oficinas é promover a educação ambiental e fortalecer a relação saudável entre o homem e a natureza, por meio de meios teóricos e práticos, onde as crianças entram em contato direto com a natureza e os meios corretos para sua preservação. A oferta da disciplina faz parte de um projeto de extensão vinculado ao Laboratório de Pesquisa em “Fronteira, Estado e Relações Sociais” da Unioeste como uma forma de devolver à sociedade o que foi produzido em uma longa trajetória precedente de pesquisa do Laboratório em conjunto a produtores que resistem ao uso de agrotóxico. As oficinas, portanto, possuem o objetivo de que, a partir da instrumentalização teórica das crianças, em consonância com a Base Nacional Comum Curricular, elas consigam pensar a prática social a partir da agroecologia.


Fonte: https://www.toledo.pr.gov.br/noticias/educacao/oficina-de-agroecologia-termina-com-visita-horta-organica-schenkel

16 visualizações0 comentário
bottom of page